O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, manifestou-se, esta sexta-feira, «consternado» pelo acidente do pesqueiro português «Mar Nosso» que naufragou nas Astúrias provocando a morte três portugueses, enquanto outros dois estão ainda desaparecidos.

Numa mensagem enviada pelo Governo espanhol à agência Efe, Mariano Rajoy expressa as suas condolências aos familiares e amigos das vítimas e garante que todas as entidades responsáveis estão a trabalhar para resgatar ao mar os desaparecidos no acidente.

Por outro lado, o líder do Governo espanhol disse estar a acompanhar a evolução do estado de saúde dos feridos, manifestando também o desejo de que recuperem rapidamente.

«Num momento de pesar para Portugal, Galiza e Espanha no seu conjunto, e para um setor, como o pesqueiro», os familiares dos mortos, desaparecidos e feridos «irão ser acompanhados pela solidariedade dos espanhóis», acrescentou.

O navio «Mar Nosso» naufragou quinta-feira a 20 milhas a norte de Navia, nas Astúrias.

Navios que estavam na mesma zona resgataram sete tripulantes com vida - cinco espanhóis e dois portugueses - e os corpos de três pescadores portugueses. Dois outros pescadores portugueses continuam desaparecidos.

Os pescadores são naturais das Caxinas, Vila do Conde e da Póvoa de Varzim.

Buscas já foram retomadas

Três pesqueiros e um helicóptero estão envolvidos nas buscas para encontrar os pescadores desaparecidos no naufrágio do pesqueiro bandeira portuguesa e armador espanhol «Mar Nosso», anunciou o Centro de Salvamento Marítimo.