Em comunicado, a Polícia Marítima (PM) adiantou que, no decorrer da operação de resgate foi distribuída água aos refugiados. Depois, já a bordo de um navio inglês que também opera no mar Egeu, as 35 pessoas foram levadas para o porto de Mitilene, na ilha grega de Lesbos.

No total foram resgatados 35 emigrantes e refugiados, dos quais 1 criança, 12 mulheres e 22 homens. Estes eram oriundos do Afeganistão, Camarões, Eritreia, Haiti, Mali e Síria”, refere o comunicado da Polícia Marítima.

Com uma equipa de onze agentes e dois técnicos, a Polícia Marítima está a patrulhar as águas do Mar Egeu desde outubro de 2015, integrada na missão da agência europeia para vigilância e controlo de fronteiras, FRONTEX.

A missão de apoio à guarda-costeira grega deverá continuar até setembro deste ano.

A PM já resgatou, em segurança e transportou para terra, 3238 refugiados e emigrantes que corriam risco de vida, dos quais 835 bebés e crianças e 704 mulheres, e deteve 5 facilitadores”, lê-se no comunicado divulgado esta segunda-feira.