Um cidadão chinês ficou esta segunda-feira «gravemente ferido» durante uma emboscada de homens armados ligados à Renamo à coluna de viaturas escoltada pelo exército, na região de Zove, Sofala, centro de Moçambique, disseram à Lusa militares e viajantes.

«O cidadão chinês foi alvejado na cabine do camião que transportava toros de madeira para Maputo. Tem balas alojadas no corpo e foi levado para primeiros socorros no Hospital de Save», disse à Lusa, por telefone, um militar integrante da escolta.

A coluna de viaturas foi emboscada 45 minutos depois de deixar Muxúnguè para Save - um troço de escolta militar obrigatória -, supostamente por homens armados da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), maior partido da oposição, que se confrontam com o exército desde abril de 2013, quando eclodiu a tensão político-militar na região.