A polícia moçambicana apreendeu na terça-feira, nos arredores de Maputo, mais de uma tonelada de marfim e 65 cornos de rinoceronte, na maior operação de sempre relacionada com a caça furtiva no país, noticia esta quinta-feira a imprensa local.

A operação, realizada por 20 polícias e uma equipa do Ministério da Agricultura num condomínio na Matola, nos arredores da capital, culminou na descoberta de 340 pontas de marfim, num total de 1.160 quilos, e 65 cornos de rinoceronte, correspondentes a 124 quilos, avançam as autoridades policiais, citadas pelo jornal O País.

"Sem dúvida, estamos perante um caso relacionado com a caça furtiva. Algumas pontas de marfim ainda têm sangue fresco, sinal de que podem ter sido vitimados recentemente", afirmou o porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) na Província de Maputo.