Salah Abdeslamatentados de Paris



Abdelhamid Abbaoud

morte do mentor



disse o procurador de Paris

“Enfrentamos uma ameaça permanente, em França e na Europa (…) Estes atentados foram preparados metodicamente desde a Síria e a Bélgica. Há um certo número de indivíduos que representam um perigo real. É preciso persegui-los.”


utilizar armas químicas

“Não quero que os franceses tenham medo. Mas estamos numa guerra nova, não convencional. Estes indivíduos sozinhos podem atacar com facas mas sabemos que o Estado Islâmico utilizou armas bacteriológicas na Síria. Não temos particularmente essa indicação, mas quero apenas dizer que esta organização terrorista pode utilizar todas as formas de armas. Temos de conhecer todas as armas do inimigo e estar preparados."



“Não pronunciarei a palavra ‘falha’. Estes terroristas estão dissimulados, não comunicam pelo tipo de telefone que todos temos. Obviamente, há ilações a retirar. Pela primeira vez criámos uma lei que dá aos serviços de inteligência meios consideráveis.”