O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, declarou este sábado, em Paris, que a França apoia “muito o Governo português”.

Estamos muito atentos às posições do Governo português. Não pode haver uma Europa punitiva. Portugal fez muitos esforços que o povo português suportou (…) É preciso respeitar estes compromissos e ao mesmo tempo ter em conta os compromissos tomados pelo Governo de António Costa diante do povo. Por isso, evidentemente que apoiamos muito o Governo português”, declarou Manuel Valls, no final de uma reunião com o homólogo português, António Costa, em Paris.

O chefe do executivo francês destacou, também, que o Governo português constituiu “uma maioria saída de eleições” e tem “toda esta legitimidade que fez compromissos”.

António Costa reuniu-se com o chefe de Governo francês, oito dias após ter sido recebido por Manuel Valls e pelo chefe de Estado francês, François Hollande, no Palácio de Eliseu, juntamente com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A reunião com o primeiro-ministro francês ocorre dois dias antes de António Costa receber em São Bento o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Na agenda do regresso de António Costa a Paris estão ainda a inauguração do "Espaço do Cidadão" para prestação de serviços públicos online e, pelas 21:00 locais, a presença no jogo da seleção portuguesa de futebol com a Áustria no Euro2016.

Na semana passada, no âmbito das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em Paris, François Hollande defendeu a linha política e económica seguida por Portugal no âmbito da União Europeia e disse que a França não é “simplesmente um parceiro no Conselho Europeu, mas um amigo”, palavras que o primeiro-ministro português considerou serem de apoio ao país contra eventuais sanções europeias.