A imprensa inglesa aponta o divórcio do empresário português Manuel Couto Alves, como uns dos mais caros do Reino Unido, uma vez que a ex-mulher lhe pede 130 milhões de euros, aos quais ainda tem que se acrescentar uma pensão mensal.
 
Tatyana Franchuk casou com o magnata da construção, como é chamado pelos jornais ingleses, em 2009, sendo o seu segundo casamento, pois a ex-modelo e galerista ucraniana já foi casada com outro oligarca, o ucraniano Igor Franchuk, com quem tem dois filhos.
 
Tatyana quer mudar o processo de divórcio, interposto e a decorrer em tribunais portugueses, para Londres onde tem residência e onde os filhos adolescentes frequentam o colégio.
 

«Seria melhor para mim que o processo decorresse aqui porque é onde eu moro. Em algumas circunstâncias, o divórcio pode ser transferido para outro país. Há até um precedente criado em Londres em 1984», afirmou a ex-modelo ao jornal inglês «Daily Mail».