Uma nova vaga de manifestações antigovernamentais na Turquia causou pelo menos 17 feridos na cidade meridional de Mersin, enquanto para esta segunda-feira foi convocada uma concentração em Istambul para reclamar a liberdade dos detidos nos protestos iniciados em maio.

Em Mersin, onde no domingo à noite decorreu o encerramento dos Jogos Mediterrâneos, cerca de 500 pessoas foram bloqueadas pela polícia, que recorreu a canhões de água e gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes, segundo a emissão turca da CNN.

Os ativistas levantaram barricadas com mesas e cadeiras dos cafés das redondezas e a intervenção terminou com 17 feridos, incluindo um polícia e dois jornalistas, e dez detidos.