Depois de uma semana intensa, o número de manifestantes pró-democracia nas ruas de Hong Kong diminuiu hoje, ao mesmo tempo que foi aberta a porta para o diálogo com o Governo.

De acordo com a AFP, entre 200 a 300 manifestantes estavam esta terça-feira de manhã nos três principais locais da cidade onde, desde dia 28 de setembro, se juntaram dezenas de milhares de pessoas.

Já na segunda-feira a cidade voltava a uma relativa normalidade, com a maioria dos funcionários a regressar ao trabalho (depois de uma Semana Dourada de feriados), as escolas a reabrir e o fim do bloqueio à sede do Governo, onde cerca de 3.000 pessoas puderam voltar a ocupar os seus postos.