Milhares de gregos convocados por sindicatos dos setores público e privado manifestaram-se hoje no centro de Atenas contra a reforma do sistema de pensões que o governo de Alexis Tsipras está a negociar com os credores internacionais.

Segundo a polícia, entre 3.000 a 4.000 pensionistas, professores, trabalhadores da administração pública e outros profissionais, marcharam desde o centro da praça Omonia até à praça Syntagma, onde está a sede do Parlamento, com o objetivo de pedir ao governo para terminar com os planos de aumentar a idade da reforma para os 67 anos, assim como não aumentar os descontos para a Segurança Social dos trabalhadores por conta de outrém e dos trabalhadores independentes.

A marcha, convocada pela Confederação dos Sindicatos do Setor Público (ADEDY) e a do setor privado (GSEE), parou durante vários minutos em frente do Ministério do Trabalho onde se intensificaram os protestos e palavras de ordem contra o terceiro programa de resgate ao país.