«Façam a moda, não a guerra» (make fashion not war) ou «sê o teu próprio estilista» (be your own stylist) ou ainda «os rapazes deviam engravidar também» (boys should get pregnant too) foram alguns dos cartazes que as manequins empunharam esta terça-feira pelas ruas da capital francesa.

Na cabeça do suposto protesto vinha a top model brasileira Gisele Bündchen e o estilista Karl Lagerfeld.

Aquilo que parecia uma manifestação, não passava, afinal, de uma encenação. Uma maneira diferente de apresentar a coleção da Chanel para o próximo ano.

A Paris Fashion Week está a decorrer desde dia 23 de setembro e termina esta quarta-feira.