O líder de um conluio da supremacia branca para assassinar Nelson Mandela e para retirar todos os negros para fora da África do Sul foi, esta terça-feira, condenado a 35 anos de cadeia. Mike du Toit, antigo professor universitário, já tinha sido considerado, no ano passado, culpado de envolvimento numa teia para matar Mandiba e conheceu esta terça-feira a sentença.

Du Toit liderou a Boeremag , uma milícia de partidários da supremacia branca. Em 2002, tentou derrubar o Congresso Nacional Africano.

De acordo com os media locais, citados pela BBC, 20 outros membros da Boeremag foram condenados por alta traição e vão cumprir penas entre cinco e 35 anos.

Mike du Toit foi a primeira pessoa a ser condenada por traição na África do Sul, desde que o Governo da minoria branca terminou em 1994.