Um bebé de 22 meses morreu na sequência da queda de uma cómoda da cadeia sueca Ikea. Esta é já a terceira criança que morre depois da queda desta peça de mobiliário, uma cómoda da coleção MALM.

O acidente aconteceu em Minnesota, nos Estados Unidos, e o regulador de segurança norte-americano já abriu uma investigação.

Theodore McGee, de 22 meses, foi encontrado morto no quarto, em fevereiro deste ano. Os pais achavam que o menino estava a dormir quando o encontraram sem vida, debaixo da cómoda, que caiu sem que dessem conta.

Em 2014, duas crianças tinham morrido pelo mesmo motivo. Na altura, a cadeia de mobiliário sueca retirou estes móveis do mercado e disponibilizou aos consumidores que tinham o modelo em causa novos materiais de fixação da cómoda.

A empresa reforça agora o aviso e diz que está a colaborar com a investigação. Além disso, dá as condolências à família McGee, mas recorda que o móvel não estava fixado à parede.

Nos últimos 13 anos, foram vendidos cerca de 65 milhões de produtos da linha MALM.