O presidente ucraniano, Petro Porochenko, ordenou esta segunda-feira uma suspensão das operações das tropas governamentais nas zonas em redor do local da queda do voo malaio MH17, noticiou a agência noticiosa Interfax-Ucrânia.

«Dei a ordem: num raio de 40 quilómetros em redor do local da tragédia, os militares ucranianos devem interromper as operações e absterem-se de abrir fogo», disse Porochenko, durante uma visita ao embaixador da Malásia em Kiev.

Os combates entre as forças governamentais e os separatistas pró-russos no leste da Ucrânia intensificaram-se após a queda do Boeing-777, apesar de a comunidade internacional ter pedido uma trégua para investigar as circunstâncias do acidente.