Um malaio foi esta quarta-feira condenado à pena capital pela morte de uma jovem turista francesa, em 2011, na ilha turística de Tioman.

Stephanie Foray, de 30 anos, desapareceu na ilha de Tioman, ao largo da costa leste do Estado malaio de Pahang, em maio de 2011, tendo o seu cadáver sido encontrado três meses depois, parcialmente mumificado e enterrado numa gruta da ilha.

A polícia deteve pouco depois Asni Omar pela suspeita de que o comerciante de 39 anos teria matado a jovem francesa, por esta ter recusado os seus avanços.

Segundo a AFP, depois de lida a sentença a mãe da vítima levantou-se em lágrimas.

«Não esperava outra coisa. É tudo... Eu sei que não altera nada», afirmou à saída do tribunal, acompanhada pelo marido.