A AirlineRatings, um website dedicado à segurança aérea, revelou quais são as companhias aéreas com os registos de segurança mais baixos do mundo. Foram recolhidos e analisados os dados das entidades oficiais de segurança aérea de cada país, como também os registos de fatalidades. Foram também levados em conta o lado operacional das companhias e todos os incidentes nos quais estiveram envolvidas.

Das 407 companhias analisadas, algumas – 148 - receberam a classificação máxima, ou seja sete estrelas. Cerca de 50 ficaram-se pelas três estrelas. Mas 10 companhias receberam apenas uma estrela. Por isso, são consideradas as menos seguras de 2016. Nove delas operam na Indonésia e uma no Suriname.

1 - Batik Air (Indonésia)

2 - Bluewing Airlines (Suriname)

3 – Citilink (Indonésia)

4 - Kal-Star Aviation (Indonésia)

5 - Lion Air (Indonésia)

6 - Sriwijaya Air (Indonésia)

7 – TransNusa (Indonésia)

8 - Trigana Air Service (Indonésia)

9 - Wings Air (Indonésia)

10 - Xpress Air (Indonésia)

Mas se de um lado estão as mais “perigosas”, do outro temos as mais seguras. Esta lista foi divulgada em janeiro deste ano, mas recordamos aqui as 20 companhias aéreas mais seguras do mundo e as 10 mais seguras a um custo mais baixo.

A australiana Qantas foi, pelo terceiro ano consecutivo, a companhia mais segura. A Airline Ratings ressalvou aquando da divulgação da lista que a companhia australiana tem um “extraordinário registo”, sem casos fatais desde o início das viagens a jato.