O ministro da Cultura e Turismo da Índia pediu às turistas que decidiram visitar o país que não usem saias ou roupas ousadas… pela sua segurança.

Pela sua segurança, as turistas não devem vestir vestidos ou saias curtas. A cultura indiana é diferente da cultura ocidental”, afirmou Mahesh Sharma em Agra, a cidade do Taj Mahal, acrescentando que as mulheres que visitem o país devem também evitar sair à noite.

Segundo o The Guardian, o ministro, que considerou as suas afirmações como “pequenos conselhos”, disse ainda que as turistas “devem fotografar a matrícula do táxi e enviá-la para alguns amigos" e evitar “aventurar-se em cidades mais pequenas". 

À chegada à Índia, os turistas recebem um kit onde lhes é dito o que podem ou não fazer. Esta foi uma das medidas introduzidas em 2015 face à deterioração dos níveis de turismo feminino - causada em parte pela violação de uma estudante de medicina por um gangue - e ao elevado número de ataques a visitantes mulheres.

De acordo com Sharma, "há pequenas coisas" - como a roupa que se veste - que devem ser tidas em conta para que casos de violação não aconteça,

Algumas partes da Índia, particularmente as pequenas cidades e vilas, ainda têm formas tradicionais de se vestir. Informem-se sobre os costumes e tradições e informem as autoridades antes de visitar esses sítios".

Os avisos surgem depois do aumento de casos de violação em Nova Deli e outras cidades indianas, muitos dos quais aconteceram em táxis e outros transportes públicos.