O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, desafiou na sexta-feira o seu homólogo norte-americano, Barack Obama, para um «diálogo de alto nível» entre os dois governos, enquanto a oposição protesta contra o seu executivo.

«Eu peço um diálogo consigo, Presidente Obama... entre a Venezuela patriótica e revolucionária e os Estados Unidos e o seu Governo. Aceite o desafio para realizarmos um diálogo de alto nível e colocar a verdade sobre a mesa», disse Maduro, numa conferência de imprensa com jornalistas estrangeiros.

O repto de Nicolás Maduro surge depois de o Governo dos Estados Unidos negar ter ameaçado a Venezuela com represálias caso mantenha preso o líder opositor Leopoldo López, cuja detenção, alertou, pode ter um «efeito intimidante» em toda a oposição venezuelana.