A freira espanhola Juliana Bonoha recebeu alta médica do hospital esta quinta-feira, depois de permanecer 21 dias internada e em vigilância por ter estado em contacto com o vírus do Ébola, concluindo-se que não está doente.

De acordo com fontes do Hospital Carlos III, em Madrid, a religiosa, de 65 anos, saiu cerca das 09:00 de hoje e regressou à congregação missionária da Imaculada Conceção, à qual pertence.

Juliana Bonoha, que chegou a Madrid no dia 7 deste mês, foi repatriada da Libéria ao mesmo tempo que o sacerdote Miguel Pajaers ¿ que morreu dia 12 devido a infeção pelo Ébola -, tendo permanecido 21 dias em isolamento e observação no hospital.