Um empresário, que afirma estar «falido», foi detido esta sexta-feira por fazer colidir o seu carro, que transportava duas botijas de gás, contra a sede do PP de Madrid, informaram fontes policiais à Efe.

O homem, que declarou à polícia ter «perdido tudo», foi levado para as instalações policiais, segundo as mesmas fontes citadas pela agência noticiosa espanhola.

Agentes especializados na desativação de explosivos foram destacados para a sede do Partido Popular na capital espanhola, estando a analisar sacos encontrados na viatura, dada a possibilidade de conterem alguma substância perigosa.

A polícia montou um cordão policial na zona, para onde foram destacadas várias unidades de intervenção, além dos técnicos de desativação de engenhos explosivos.

Responsáveis do PP contactaram os trabalhadores para não se dirigirem à sede do partido até aviso em contrário.

Fontes do Metro de Madrid informaram que, por motivos de segurança e a pedido da polícia, a circulação foi interrompida a partir das 07:22 na linha quatro entre Goya e San Bernardo.