O Papa Francisco declarou este domingo, no Vaticano, Madre Teresa de Calcutá como santa.

“Declaramos a abençoada Teresa de Calcutá santa e vamos inscrevê-la entre os santos, decretando que ela seja venerada enquanto tal por toda a Igreja”, afirmou o Papa Francisco, pronunciando a “fórmula de canonização”.

Como é habitual, Francisco utilizou a fórmula em latim para proclamar a santidade da religiosa que morreu em Calcutá, na Índia, em 1997, e pedir que esta fosse inscrita nos livros dos santos da Igreja.

Milhares encheram a Praça de São Pedro, no Vaticano, para assistir à cerimónia. Madre Teresa de Calcutá, que recebeu o Nobel da Paz, morreu em 1997 e foi beatificada em 2002, após lhe ter sido atribuído um milagre. 

Poucos anos depois, um segundo milagre fez despoletar o processo que culminou este domingo, com a proclamação de Madre Teresa de Calcutá como santa.