Uma mulher transexual foi eleita, pela primeira vez na Índia, presidente da câmara da cidade de Raigarh, no estado de Chhattisgarg (centro), depois de ter vencido as eleições autárquicas.

Madhu Bai Kinnar, de 35 anos, venceu no domingo as eleições municipais em Raigarh, ao bater por 4.500 votos o rival do partido nacionalista hindu BJP do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, anunciou a comissão eleitoral do estado.

Membro da casta dos 'Dalit' (Intocáveis), Madhu dançava e cantava nos comboios, de acordo com a agência noticiosa Press Trust of India.

«As pessoas mostraram confiar em mim. Considero esta vitória amor e bênçãos que me foram enviadas», declarou, após ter sido eleita.


A vitória de Madhu Bai Kinnar acontece nove meses depois de o Supremo Tribunal da Índia ter reconhecido os transexuais como um terceiro género, nem masculino, nem feminino.

Os transexuais vivem à margem da sociedade indiana, tradicionalmente conservadora, sendo frequentemente obrigadas a recorrer à prostituição, a mendicidade ou a empregos muito precários para sobreviver.