Os detetives que investigam o desaparecimento de Madeleine McCann, em 2007 no Algarve, receberam mais de 2.400 chamadas e e-mails após a emissão de um programa televisivo que reconstruía o caso e pedia informações, informou esta quinta-feira a polícia britânica.

O programa da BBC «Crimewatch», emitido na segunda-feira na televisão pública britânica, reconstruiu, com a participação de atores, o suposto rapto da menor e solicitava a ajuda do público para a recolha de novas pistas sobre o caso.

Desde a emissão do programa, a polícia metropolitana de Londres disse hoje que mais de 2.400 pessoas entraram em contacto com a equipa de investigadores, através de chamadas telefónicas ou correio eletrónico, para fornecer informações.

Após a emissão de «Crimewatch», a BBC recebeu 400 chamadas, o estúdio da televisão dinamarquesa onde foi emitido 350 chamadas, e 500 pessoas também contactaram a televisão alemã que emitiu o programa.

«Apareci nos programas para pedir diretamente ao público ajuda sobre as linhas significativas da investigação», sublinhou o inspetor Andy Redwood, antes de assegurar que «essas linhas estão a ser analisadas».

O inspetor da polícia britânica acrescentou que a equipa de investigadores está «muito satisfeita» com a informação recebida após o programa e revelou que prevê uma emissão na Irlanda em novembro.