Um relatório relativo ao desaparecimento de Madeleine McCann terá concluído que a polícia portuguesa se sentiu «frustrada» e «ressentida», durante a investigação, pelo envolvimento de um grande número de agências britânicas. Mais, o documento sugere que a situação acabou por prejudicar a investigação, avança a «Sky News».

Solicitado pelo antigo secretário de estado da Administração Interna de Inglaterra, Alan Johnson, o relatório de 2009, a que a «Sky News» teve agora acesso, foi escrito por Jim Gamble, antigo líder do Centro Online de Proteção de Menores (CEOP) de Inglaterra.

O antigo responsável do centro terá escrito que as relações da polícia portuguesa com as autoridades britânicas foram afetadas negativamente pela competitividade que se estabeleceu entre os responsáveis das diversas entidades.

Segundo a «Sky News», o relatório concluiu o seguinte:

- A intervenção de várias agências e entidades britânicas criou «frustração» e «ressentimento» na polícia portuguesa;

- A polícia portuguesa disse às autoridades inglesas que estas não podiam agir com uma espécie de «poder colonial»;

- A decisão da Associação de Polícias inglesa em ter colocado a polícia de Leicestershire a cargo da operação foi um erro, uma vez que não tinham equipamento para lidar com uma investigação do género

De acordo com Jim Gamble, a agência inglesa para o crime organizado terá aconselhado os portugueses nas primeiras semanas do desaparecimento da menina, na praia da Luz, em 2007.

Depois, a mediatização do caso e o envolvimento das várias agências terá criado um sentimento de caos e um sentido de competitividade que acabou por afetar os progressos da investigação.

«Foi desnecessário. Não tenho dúvidas de que as relações com os portugueses sofreram por causa disso e penso que, a longo prazo, acabou por afetar negativamente a investigação», justifica Gamble, em declarações à «Sky News».

Apesar de não fornecer detalhes sobre as conclusões do documento, Gamble referiu ao canal inglês que potenciais pistas cruciais podem não ter sido seguidas.

As revelações surgem poucos dias antes do lançamento de um novo livro sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, que promete desvendar novas informações sobre o caso.

Anthony Summer vai lançar para a semana «Looking For Madeleine» (À procura de Madeleine). Para Summer, este foi «um caso de muitos cozinheiros, que estragaram o caldo inicial da investigação».