Pelo menos 16 pessoas morreram de fome em Madaya, na Síria, de acordo com os Médicos sem Fronteiras (MSF). A organização governamental alertou também que há dezenas em risco de vida.

   

 
“O número real deve ser, com certeza, mais elevado, já que os MSF tomaram conhecimento de que há pessoas a morrerem à fome nas suas casas”, referiram os médicos à AFP.

 
Desde dezembro, já morreram, pelo menos, 46 pessoas vítimas de fome nesta cidade sitiada da Síria. Os MSF depararam-se com as mortes, este sábado, quando a Cruz Vermelha teve autorização para entrar na cidade para prestar ajuda humanitária.
 
Madaya é uma cidade da província d Damasco, com 42 mil habitantes. O reduto rebelde está cercado por tropas governamentais sírias, que pejaram o chão de minas.