A polícia lançou, este sábado, gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes anti-governamentais, em Madagáscar, tendo o líder da oposição afirmado que fugiu e se encontra em local seguro, informa a Lusa.

Andry Rajoelina, ex-presidente da Câmara de Antananarivo, foi destituído no início deste mês pelo governo e os rumores de que é procurado pelas autoridades agravaram a tensão vivida no país.

Este sábado, Rajoelina disse, em declarações à rádio local Viva, que se encontra num local seguro.

Os apoiantes de Rajoeline tentaram manifestar-se em vários locais da capital, Antananarivo, mas foram dispersados, sem que tenha sido referida a existência de feridos.

No início da semana, Rajoelina retirou-se das negociações com o governo após dois dias de confrontos que provocaram a morte de quarto pessoas.

Desde 26 de Janeiro último, centenas de pessoas morreram em manifestações convocadas por Rajoelina, que quer derrubar o Presidente malgaxe e proclamou um governo provisório, pedindo apoio aos militares.

O antigo autarca acusa Ravalomanana de autoritarismo, peculato, violação da Constituição e de «vender a ilha aos interesses estrangeiros».