Pelo menos três lusodescendentes foram detidos, esta quarta-feira, pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar), no final de uma marcha de estudantes opositores em Caracas, indicaram à agência Lusa fontes da comunidade portuguesa local.

Segundo as fontes, Samuel André Ferreira, Daniela Isabel Casal D'Ávila e Christian Gabriel de Sousa de Abreu, foram detidos em Los Palos Grandes, a leste de Caracas, e levados para o comando da GNB em El Paraíso, a oeste da capital.

Os três lusodescendentes fazem parte de um grupo de 105 pessoas, entre elas 11 menores de idade, que, foram detidas na quarta-feira no final de uma marcha de estudantes que exigiam a libertação de vários companheiros detidos desde 12 de fevereiro pelas autoridades, escreve a Lusa.