Um luso-canadiano discute no domingo a final da segunda edição do concurso televisivo MasteChef, uma prova para onde levou as suas próprias raízes culinárias portuguesas.

De 39 anos, David Jorge é filho de emigrantes do Pico (Açores) e proprietário de uma empresa de construção civil que herdou da família, em Surrey, na Colúmbia Britânica, na costa oeste do Canadá.

Tammy Wood, uma ex-concorrente e amiga do finalista, disse hoje à agência Lusa que David Jorge "inspirou-se na gastronomia portuguesa adquirindo os conhecimentos de culinária através da sua mãe, uma cozinheira fantástica".

"Posso dizer que o David é um excelente concorrente, com habilidades, honesto, humilde, com boa integridade", acrescentou.





Tammy Wood, que já tem o seu próprio programa televisivo e brevemente vai publicar um livro sobre culinária, diz-se a muito "honrada por lhe poder chamar amigo" a alguém que “é um excelente cozinheiro, pai e marido".

No concurso, David Jorge disse que o seu objetivo final é abrir o seu próprio restaurante", já que, embora trabalhe na área da construção civil, a sua "grande paixão é a cozinha".

O programa é transmitido pela CTV, a maior rede de televisão privada no Canadá, promotora da entrevista acima. 

David Jorge terá no domingo à noite pela frente uma militar especialista em informática, Line Pelletier. Ambos terão um "frente a frente", confecionando três pratos de culinária cada um, tendo em visto o prémio final no valor de 100 mil dólares, conta a Lusa.