As autoridades de saúde angolanas definiram onze das 18 províncias do país, incluindo Luanda, como de «alto risco» para uma eventual propagação da epidemia da febre hemorrágica do Ébola a Angola, foi anunciado esta segunda-feira.

A classificação, feita pela Direção Nacional da Saúde Pública, deve-se ao movimento fronteiriço destas províncias, seja por via terrestre, fluvial ou aérea, no âmbito do plano de contingência para controlo e prevenção do vírus Ébola.

Além de Luanda, estão classificadas como de «alto risco» as províncias de Cabinda, Zaire, Benguela, Cunene, Uíge, Malange, Moxico, Lunda Norte, Lunda Sul e Cuando Cubango.