A Comissão de Assuntos Externos do Senado norte-americano pediu ao Presidente angolano respeito pelas liberdades constitucionais, mostrando preocupação sobre o julgamento dos 15 ativistas que decorre em Luanda, entre eles, Luaty Beirão. 

A mensagem da Comissão de Assuntos Externos - dirigida ao chefe de Estado angolano - é datada de segunda-feira e é assinada pelo senador democrata Benjamin L. Cardin, do estado do Maryland, que sublinha que Luanda assinou vários tratados internacionais sobre direitos humanos que deve fazer respeitar.

“Eu peço ao seu governo para aceitar discutir os direitos humanos que fazem parte da parceria estratégica entre os Estados Unidos e Angola e tenho esperança de que o ministro das Relações Exteriores (Georges) Chikoti venha a discutir com o secretário de Estado John Kerry” os assuntos relacionados com os casos de direitos liberdades e garantias, refere o senador numa altura em que o chefe da diplomacia angolana se encontra em Washington para encontros com a administração norte-americana.