O surto de febre-amarela em Angola causou já 99 mortos, de um total de 461 casos suspeitos notificados desde o início da epidemia, em dezembro de 2015, referem dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde.

O mais recente boletim diário sobre a febre-amarela, a que a agência Lusa teve acesso nesta segunda-feira, refere que no sábado foram notificados 22 novos casos suspeitos, maioritariamente na capital angolana (14) e os restantes nas províncias do Huambo e Bié.

O documento sublinha que não foram reportados casos de óbitos no sábado.

Presentemente, decorrem buscas ativas de casos em hospitais e centros de saúde em Luanda e nas províncias com casos suspeitos.

Foram já imunizadas 1,8 milhões de pessoas, 1,7 milhões dos quais no município de Viana, epicentro da epidemia, situado a cerca de 18 quilómetros da capital. 

Viana lidera tanto em número de casos suspeitos (173) como de óbitos (53). Fora de Luanda, Huambo regista o maior número de mortes (12).