A Met Gala é um evento de beneficência que todos os anos atrai estrelas de cinema e da música e socialites em Nova Iorque. Este ano não foi exceção e primou pela originalidade dos looks das celebridades que marcaram presença no Costume Institute do Metropolitan Museum of Art.

 

Este ano, o evento homenageava a China, nomeadamente o impacto que a estética chinesa tem no mundo ocidental. E as celebridades procuraram obedecer ao tema. A passadeira vermelha encheu-se de volumes e transparências e alguns excessos.

 

Kim Kardashian, Jennifer Lopez e Beyoncé primaram pelas transparências, em vestidos longos, reveladores e provocadores.

 

Rihanna deu nas vistas com um vestido assinado pela designer chinesa Guo Pei, envergando uma longa capa que necessitou de três pessoas só para a carregar.

 

O vestido de Sarah Jessica Parker não tinha nada de extraordinário, mas o acessório que levava na cabeça dava bem nas vistas. A atriz de “O Sexo e a Cidade” tinha uma espécie de coroa flamejante bastante volumosa.

 

Um pouco mais discreto, mas ainda assim volumoso e impressionante era o acessório de cabeça que usou Lady Gaga. Aliás, todo o look da cantora era… estonteante.

 

Anna Wintour, editora da “Vogue” e apresentadora da gala, levou um vestido comprido com uns volumosos arranjos de rosas nos ombros.

 

A Met Gala angaria todos os anos milhões de euros para instituições de beneficência. No ano passado, angariou quase 12 milhões de dólares (cerca de 11 milhões de euros).