Long Qiming, o último dos «Tigres Voadores» chineses, uma unidade de aviadores formada inicialmente por voluntários norte-americanos contra a invasão japonesa na China, morreu na quarta-feira, informa hoje a imprensa local.

Long Qiming, de 91 anos, que era o único membro da unidade que ainda vivo na China, morreu num hospital do município de Chongqing, no centro do país, onde estava internado há mais de uma semana, de acordo com informações divulgados pelos media chineses.

A esquadrilha, criada em dezembro de 1941, após o ataque a Pearl Harbour, tornou-se famosa em todo o mundo pelo seu arrojo no combate contra a muito superior Força Aérea do Japão, pilotando aviões, em muitos casos, inferiores aos dos nipónicos.