O Governo britânico decidiu baixar o nível de ameaça terrorista de "crítico" para "grave/severo" depois de progressos feitos na investigação da explosão no metro de Londres, avançou a secretária de Estado britânica da Administração Interna, Amber Rudd, citada pela Reuters.

O nível "severo" significa que um ataque é altamente provável, mas não iminente, como no caso do nível "crítico" ativado na passada sexta-feira

A revisão do nível de ameaça terrorista surge numa altura em que a polícia efetua várias buscas em diversas regiões de Londres. De acordo com a BBC, as autoridades encontram-se em Stanwell, Surre, onde estão a investigar uma propriedade. 

Esta busca está relacionada com o segundo suspeito detido pela Scotland Yard. Sobre ele recai a suspeita de estar envolvido no rebentamento, à hora de ponta, de um engenho explosivo de fabrico artesanal na estação de metro de Parsons Green, que provocou 29 feridos.

O Reino Unido reduziu hoje de “crítico” para “grave” o nível de alerta terrorista, após a detenção de dois homens presumivelmente relacionados com a explosão de sexta-feira no metro de Londres, anunciou o Governo.

A informação foi dada pela ministra da Administração Interna, Amber Rudd, segundo a qual a polícia fez progressos importantes na investigação sobre o ataque, que provocou ferimentos em 30 pessoas na estação de Parsons Green.

O nível “grave”, o segundo mais alto de uma escala de cinco, significa que um ataque terrorista é altamente provável.