Um polícia britânico usou um helicóptero da força policial a que pertencia para filmar casais a ter relações sexuais. Adrian Pogmore, de 51 anos, foi condenado a um ano de prisão, esta terça-feira, segundo a BBC.

Pogmore estava acusado de má conduta num cargo público e, em tribunal, reconheceu ser culpado. 

Outros dois polícias e dois pilotos foram absolvidos, depois de terem alegado que não estavam a par das intenções de Pogmore.

Segundo o tribunal, as filmagens ocorreram em quatro ocasiões entre 2007 e 2012, quando Pogmore fazia parte da Unidade de Apoio Aéreo da Polícia de South Yorkshire.

O juiz Peter Kelson, responsável pelo caso, considerou que as ações do agente foram “ofensivas e invasivas". Mais, Kelson frisou que a conduta do polícia prejudicou gravemente a confiança das pessoas nas autoridades policiais.

"Espiou e filmou as pessoas nuas do helicóptero. Considerou-se acima da lei, literalmente”, destacou o juiz.

Um comunicado de uma das mulheres filmadas foi lido em tribunal. O texto deixava a questão: "Se não podemos confiar na polícia, em quem podemos confiar?".

Adrian Pogmore deixou a Polícia de South Yorkshire em 2015, na sequência de uma investigação interna por má conduta.