A chef de cozinha e apresentadora de televisão Nigella Lawson terá sido impedida de embarcar, domingo, no avião que fazia a ligação entre Londres e Los Angeles. O motivo é desconhecido mas pode estar relacionado com a confissão da celebridade inglesa em tribunal de que consumiu droga.

Nigella revelou no ano passado, por ocasião do atribulado divórcio com Charles Saatchi, que consumiu cocaína sete vezes e fumou marijuana.

Segundo o «Daily Mail», a mulher, de 54 anos, terá sido impedida pela segurança do Aeroporto de Heathrow, em Londres, de embarcar em primeira classe, já depois do «check-in» realizado.

«Ela não disse muita coisa mas não parecia estar contente», descreveu uma fonte ao jornal. «Não conseguiu embarcar e foi-se embora», completou.



Esta não é a primeira vez que as autoridades norte-americanas negam o visto a uma celebridade. A modelo Kate Moss não pôde estar presente na festa de 60 anos da revista «Playboy» depois de ter sido fotografada supostamente com pó branco no nariz.

Amy Winehouse foi outro exemplo. A cantora já falecida também não pôde estar presente na entrega de prémios «Grammy» em 2008 e sua participação teve de ser transmitida de Londres, via satélite.