Chrisann Brennan, antiga companheira de Steve Jobs, relata em livro a intimidade do casal. De acordo com excertos de «The Bite In The Apple: A Memoir Of My Life With Steve Jobs» («A dentada na Apple: Memórias da Minha Vida com Steve Jobs», publicados pelo «New York Post», Brennan afirma que foi uma relação de altos e baixos, mas que o sexo era «profundo» e «intenso». No livro, que deve ser publicado a 29 de Outubro, a mulher conta que esteve noiva do fundador da Apple.

«Steve e eu partilhámos noites de amor tão profundo, que, surpreendentemente, uns 15 anos depois, ele ligou-me a agradecer por elas», conta.

Brennan relata que, a dada altura, Steve decidiu mudar para uma nova casa com quatro quartos, com ela e com o melhor amigo, Daniel Kottke. «Steve disse-me que não queria uma casa só com nós dois, porque sentia que isso era insuficiente para ele», adianta.

Mas Chrisann Brennan relata também pormenores mais comuns da vida do casal. Ela conta, por exemplo, que Steve encomendava todas as noites a mesma refeição. E conta ainda que, também jantar após jantar, ele se queixava dos molhos servidos com a comida, tratando com desdém os empregados do restaurante.