As três empresas adjudicatárias do serviço de limpeza urbana de Madrid e os sindicatos chegaram este domingo a acordo, acabando com o conflito laboral de 12 dias que levou o lixo a acumular-se nas ruas da capital espanhola.

A garantia foi dada à agência Efe por fontes presentes na reunião de mais de 15 horas, em que empresas e os sindicatos tentaram aproximar posições e alcançar um acordo com vista ao fim da greve de limpeza.

A greve fez com que o lixo se fosse acumulando em vários pontos da cidade, com as autoridades a explicarem que as brigadas dos serviços mínimos nem sempre conseguem trabalhar - atuam com escolta policial -, tornando a situação ainda mais complicada.