Militantes do Estado Islâmico mataram cinco jornalistas que trabalhavam para uma estação de televisão líbia. A informação é avançada esta segunda-feira pela Reuters, que cita uma fonte do Exército líbio.
 
Os jornalistas estavam desaparecidos desde Agosto, quando deixaram a cidade de Tobruk, rumo a Benghazi. De acordo com a Reuters, o caminho que tomaram levou-os a Derna, um ponto estratégico do Estado Islâmico.
 
Os corpos dos jornalistas foram encontrados nos arredores da cidade de Bayda. Faraj al-Barassi, um responsável do exército líbio na zona este do país, confirmou que militantes fieis ao Estado Islâmico foram responsáveis pelas mortes.