Pelo menos duas pessoas morreram hoje e cinco ficaram feridas na sequência da explosão de um carro-bomba em Trípoli, informaram fontes médicas à Efe.

A bomba foi acionada por controlo remoto quando o veículo estava estacionado em frente à sede do Comité de Segurança Conjunto, leal ao Governo da capital da Líbia.

A Líbia possui dois governos que disputam o poder há um ano, um deles com base em Trípoli e outro, reconhecido pela comunidade internacional, sediado em Tobruk, no leste do país.

Noutro ponto da Líbia, na região oriental, ações violentas atribuídas a “terroristas” pelo exército líbio causaram a morte a pelo menos 13 militares.

“A maior parte dos soldados foram mortos por minas colocadas por organizações terroristas”, disse o porta-voz dos militares, Miloud al-Zawi, à LANA, a agência noticiosa do governo reconhecido internacionalmente.

(foto arquivo)