O aeroporto da capital líbia foi objeto de novos ataques na noite desta segunda-feira, um dia depois de violentos confrontos, que levaram a Organização das Nações Unidas (ONU) a retirar o seu pessoal do país.

Depois de a segunda maior cidade da Líbia, Bengasi, no leste, ter conhecido também mais violência, que resultou em três mortos, estes desenvolvimentos alimentam receios de um conflito maior.

Após a queda do regime de Muammar Kadhafi em 2011, as milícias ditam a lei no país, em contexto de caos.