A Libéria levantou esta quinta-feira o estado de emergência instaurado em agosto, para lutar contra a epidemia do Ébola,. A Presidente, Ellen Johnson Sirleaf, anunciou, no entanto, que «o combate não terminou».

«Informei os dirigentes da Assembleia Nacional de que não pedirei um prolongamento do estado de emergência», decretado a 6 de agosto, informou Sirleaf numa declaração divulgada na rádio e televisão, que é citada pela Lusa.

Adiantou, ainda, que o recolher obrigatório funcionará entre a meia-noite e as 06:00.

Com mais de metade dos cerca de 5.100 mortos da epidemia, a Libéria é o país mais afetado, mas a propagação do vírus no país diminuiu significativamente no último mês.