Letita Chai, estudante na Universidade de Cornell, despiu-se durante a apresentação da tese de final do curso contra as crenças opressivas. 

Veja aqui a publicação no Facebook. 

O comportamento da estudante surge depois da professora, Rebekah Maggor, questionar se o que tinha vestido seria o indicado para a apresentação da tese. 

 

É mesmo isso que vais levar vestido?' Eu tinha vestido uma camisa com mangas compridas e uns calções. Ela continuou: 'Os teus calções são muito curtos'. ", explicou Letita na sua página do Facebook. 

A professora disse-lhe ainda que se levasse aquilo vestido estava a distrair o sexo masculino da sua apresentação.

Ainda na publicação, Chai explicou o porquê de se ter despido:

Isto é para todas as mulheres asiáticas a quem lhes dizem para falarem, para que os outros não pensem que ela é submissa. Isto é para todos os homens negros que lhes dizem que têm que puxar as calças para cima se quiserem ser levados a sério. É para todas as mulheres negras que lhes dizem que têm que apanhar o cabelo, se querem parecer inteligentes. "

E ainda disse:

Isto é para os gays a quem dizem para não se vestirem estranhos para os outros não se sentirem incomodados ao pé deles. Isto é para todos nós. "

A professora disse ao jornal da faculdade, The Cornell Daily Sun, que não costuma dizer aos alunos o que devem ou não devem vestir, mas que devem "refletir por eles próprios e tomar as suas próprias decisões". 

Os colegas de turma de Letita Chai escreveram uma carta aberta para o jornal da faculdade, onde explicam que a publicação no Facebook de Letita não faz jus ao que a professora ensinou. No entanto, compreendem o comportamento da colega de turma.