Pelo menos 14 migrantes, incluindo sete crianças, morreram afogadas nesta quarta-feira depois de o barco em que seguiam ter naufragado ao largo da costa da Turquia, quando tentavam alcançar a Grécia.

A guarda-costeira turca recuperou os corpos de uma embarcação de madeira que seguia com destino à província de Canakkale, na ilha grega de Lesbos, de acordo com a agência noticiosa Dogan. 

27 pessoas foram resgatadas, segundo as autoridades, que não revelaram as nacionalidades dos migrantes.

A guarda costeira turca, apoiada por helicópteros, prossegue com as operações de busca, informou a agência noticiosa.

O barco, que zarpou na noite de terça-feira da região de Ayvacik (noroeste), terá naufragado depois de ter sido atingido por uma tempestade.

A Turquia, que acolhe oficialmente 2,2 milhões de refugiados sírios, constitui o ponto de partida privilegiado por parte de inúmeros migrantes que partem para o mar com perigosas condições, com destino às ilhas gregas, porta de entrada na União Europeia.