Na Rússia, foi descoberto um grupo neo-nazi que tortura jovens homossexuais. A situação foi denunciada por grupos de defesa dos direitos dos gays, lésbicas e transsexuais, que alertam os jovens para o perigo.

Os adolescentes são abordados através de redes sociais e,depois, é marcado um encontro. Os jovens gays são atraídos para eventuais relações amorosas, mas acabam agredidos e torturados.

Um vídeo mostra como é feita a abordagem.



Segundo conta o «Daily Mail», no mês passado, um homem de 23 anos foi sodomizado com garrafas de cerveja e sofreu lesões nos genitais.

Vladimir Putin assinou uma lei que proíbe a troca de informação de cariz sexual com menores.