O escritor cubano Leonardo Padura ganhou o prémio de literatura Princesa das Astúrias.
 
O romancista é crítico do regime dos irmãos Castro e destaca-se pelas suas novelas policiais.
 
É ainda a Leonardo Padura que se deve a criação de um personagem - Mário Conde - para retratar a decepção de várias gerações de cubanos com o regime comunista.
 
Padura defendeu desde sempre a aproximação entre Cuba e os Estados Unidos, relações que actualmente estão mais desanuviadas.
 
Este é o primeiro ano em que o prémio Princípe das Astúrias foi mudado para Princesa em homenagem à filha dos reis de Espanha, Leonor.