Uma mulher esteve perdida durante 24 horas numa floresta de Wellington, capital da Nova Zelândia. Susan O'Brien é mãe de duas crianças e garante que teve de se cobrir de terra e de beber o próprio leite para conseguir sobreviver. 

As autoridades lançaram, no domingo, uma operação de busca para encontrar O'Brien quando se aperceberam que a mulher, que estava a participar numa corrida na cordilheira de Rimutaka, nunca mais chegava à meta. 

De acordo com o "Dominion Post", a mulher foi encontrada , esta segunda-feira, a 2.5 quilómetros do campo de corrida nas colinas perto de Wainuiomata, por volta das 11:30 (hora local), 24 horas depois da hora prevista para terminar a prova. 

"Pensei que ia morrer", afirma a mulher que é mãe de uma criança de dois anos e outra de oito meses de idade. 

"Estou a amamentar o meu bebé e tinha um pouco de leite, que pensei, que me podia ajudar a manter viva", explica a mulher referindo-se à criança mais nova. 


A mulher, que é treinadora de fitness, conta que devido à chuva e ao frio da noite teve de cobrir-se de terra de modo a manter-se quente. 

"Apenas continuei a atirar terra para cima de mim e cada vez que ouvia alguma coisa não parava de gritar 'Socorro'."


Susan O'Brien está bem de saúde e encontra-se em casa, perto da família.