O valor do chapéu do imperador francês Napoleão estava estimado entre 300 a 400 mil euros, mas foi arrebatado, num leilão, por quase 1,9 milhões de euros. O comprador, um colecionador sul-coreano, adquiriu-o num leilão, nas imediações de Paris.

Este objeto do líder militar é um dos 19 bicórnios existentes que o imperador usou e que fazia parte da coleção do palácio do príncipe do Mónaco, segundo a agência France Press. Era a principal atração da coleção de mil objetos preservada num museu, em memória de Napoleão. Foi agora comprado por 1.884.000 euros.

Em 15 anos no poder, Napoleão usou ceca de 120 chapéus, quase todos feitos pela casa Poupard, em Paris, segundo o leiloeiro Jean Claude Dey.

Em venda estiveram ainda luvas, talheres, uma espada e ordens de cavalaria, objetos recolhidos pelas tropas prussianas em Waterloo (município belga, na atualidade), onde decorreu a batalha que ditou o afastamento do derrotado Napoleão do poder.

O nome do comprador não foi revelado pelo organizador de leilões.​