A capa original do álbum «Tintim no Tibete» desenhada por Hergé foi vendida este sábado em leilão em Paris por 289.500 euros, um preço recorde para um desenho a lápis do criador belga, indicou a leiloeira Christie`s.

Trata-se de um desenho de Hergé, datado de 1960, e cujo valor de licitação era de 150 mil euros, num leilão em que foram vendidos 361 lotes de banda desenhada e que renderam no total quase quatro milhões de euros.

Um porta-voz da Christie`s disse à agência EFE que foi atingido o valor mais elevado de sempre num leilão de banda desenhada, em França.

O segundo lote mais elevado, que atingiu os 193 mil euros, foi a capa original do livro o «Adivinho» da série Astérix e Obélix, desenhada por Albert Uderzo em 1972 e que foi licitada por 150 mil euros.

Uma prancha original de Uderzo do álbum «Astérix na Córsega», de 1973, foi vendida por 145 mil euros, tendo sido avaliada em 110 mil euros antes do leilão.

Uma outra capa original de «Spirou e Fantasio» de André Franquin, de 1976, foi vendida por 157 mil euros, duplicando o valor da licitação que começou nos 70 mil euros.

Trabalhos originais de mais de uma centena de autores de banda desenhada foram vendidos no leilão que decorreu na capital francesa, entre os quais Moebius, Will, Enki Bilal, Hugo Pratt, Grzegorz Rosinski e Juan Giménez.