Jon Anderson Edwards, desaparecido em Lagos, no Algarve, há onze meses, foi reconhecido pela mãe numa fotografia tirada na quarta-feira, durante o jogo de apresentação do Chelsea, em Londres.



A mulher não tem dúvidas de que é o filho que está numa das bancadas do estádio, entre os adeptos do clube de Mourinho, a assistir ao jogo com a Fiorentina.

“O meu coração saltou e nem consegui dormir. Pelo menos podemos avançar um pouco com esta informação. Se não é ele, só pode ser um sósia igualzinho”. O Daily Record cita a mãe.


Lesley Edwards dirige, por isso, um apelo, nos media e nas redes sociais, aos fãs dos “Blues”, para que a ajudem a localizar o filho.

Jon, de 31 anos, foi visto, pela última vez, em Lagos, em setembro de 2014, já lá vai quase um ano. O alerta do desaparecimento do escocês foi dado pelo empregador quando ele faltou ao trabalho no bar.

As razões do desaparecimento são um mistério, mas podem estar relacionadas com uma queda sofrida pelo estrangeiro que lhe provocou ferimentos na cabeça.

Para trás ficaram as roupas, a carteira e os documentos. O homem desapareceu sem deixar rasto. A mãe viajou até ao Algarve, mas as suas buscas não tiveram sucesso. O mesmo aconteceu com a investigação das polícias portuguesa e britânica.  

Lesley não sabe como é que o filho pode estar no Reino Unido se o seu passaporte continua na posse da Polícia Judiciária. Perguntas, quiçá, para fazer ao filho, quando o encontrar. A esperança renasce.